Warning: Creating default object from empty value in /home/textolivre/web/templates/js_elated/wright/doctypes/default.php on line 206

Warning: Creating default object from empty value in /home/textolivre/web/templates/js_elated/wright/doctypes/default.php on line 206

Warning: Creating default object from empty value in /home/textolivre/web/templates/js_elated/wright/doctypes/default.php on line 206
REFLEXÕES SOBRE A AMIZADE
Ajude a manter o TextoLivre.

REFLEXÕES SOBRE A AMIZADE

 

Na amizade existe troca, divisão, parceria, reciprocidade, cumplicidade. Pressupõe confiança,conhecimento do outro.Não há sentimento de posse,mas tal qual nos conjuntos matemáticos,existe um natural “pertencer”.Tanto podemos pertencer ao conjunto dos números pares,como ao de números divisíveis por dois.
            Na amizade podemos pertencer ao conjunto dos amigos sinceros, como ao conjunto dos amigos introspectivos, mas nunca dos generosos e dos egoístas, visto que são antagônicos, diferentes. Ou pertencemos a um conjunto ou a outro.
            Se um tem problemas,o amigo se dispõe a ouvi-lo, a repartir,a entender,a colocar-se no lugar do outro e perceber a extensão do seu sofrimento para tentar atenuá-lo.
            Se existe a alegria, a felicidade,logo tratamos de reparti-la, de compartilhar.
            Existe sempre a alegria do encontro,senão físico,pelo menos o espiritual.Sabemos o que o outro precisa e tratamos de dar-lhe sem que seja necessário pedir,implorar.Não somos cegos a apelos,nem escassos em afetos.Respondemos de imediato,quando solicitados.Há momentos que nem esperamos ser solicitados. Sentimos o que a pessoa necessita. Intuímos.A       afinidade faz com que se adivinhe,deduza o que é necessário fazer.
             Não podemos medir ou quantificar afetos,mas podemos quantificar ações,boas ou más.
            É certo que nem sempre existe reciprocidade na intensidade com que o sentimento é manifestado,até pela própria natureza de cada um e porque somos produto da genética,do meio, das relações vivenciadas,isto é somos segundo Ortega y Gasset “eu e minha circunstância”,mas sempre é tempo para mudança da circunstância, para crescer,mudar,aprimorar.
            Sempre é tempo de ser atencioso,gentil,carinhosos,leal,franco,cúmplice,mesmo à distância.
            Quando prezo a amizade de alguém,o mínimo que posso fazer é demonstrar o quanto à pessoa é importante para mim,fazendo-a sentir-se valorizada, respeitada e amada.
            Para haver estas trocas,não é necessário nada material,apenas sinceridade,atenção,carinho,disposição interior,generosidade,capacidade de colocar-se no lugar do outro, doação e amor.
            Não temos que esperar a atitude do outro para tomarmos a nossa. É importante espontaneidade.Cultivar uma amizade é como cultivar um jardim.É uma tarefa que exige cuidado diário, constante e que termina por gratificar quem faz e quem recebe.
 
© 2011 Texto Livre - Joomla! is Free Software released under the GNU/GPL License.

Compartilhe

 
Joomla Training at JoomlaShack.com