Warning: Creating default object from empty value in /home/textolivre/web/templates/js_elated/wright/doctypes/default.php on line 206

Warning: Creating default object from empty value in /home/textolivre/web/templates/js_elated/wright/doctypes/default.php on line 206

Warning: Creating default object from empty value in /home/textolivre/web/templates/js_elated/wright/doctypes/default.php on line 206
Lenda de Rossaninha do Cemiterio
Ajude a manter o TextoLivre.

Lenda de Rossaninha do Cemiterio

Lenda de Rossaninha do Cemitério

 

Esta lenda foi contada por Vanessa Cristina Guedes e ela autorizou-me a colocar na Internet:

Rossana era uma menina doce, inteligente e estudiosa que foi criada numa família evangélica. Quando ela completou dezesseis anos e ganhou o primeiro computador, seu comportamento mudou. Pois a garota passou a ter atitudes estranhas como: vestir roupas pretas, usar maquiagem forte e andar de “skate” Ela gostava de entrar em comunidades esotéricas do site de relacionamentos chamado Orkut e em uma delas Rossana conheceu um rapaz apelidado de Caveira Branca. Assim os dois passaram a sair e engataram um relacionamento. O casal encontrava-se às escondidas nos cemitérios da cidade. Num destes encontros o moço deu um presente para Rossaninha: um colar com um pingente em forma de estrela com cinco pontas. Porém três meses depois o rapaz, que tinha o vício da bebida, tornou-se um namorado violento por causa de ciúmes. Uma vez Caveira Branca exclamou para Rossana:

- Se você me trair, morrerá em um ritual satânico!

Após escutar estas palavras a jovem saiu correndo e colocou na sua cabeça que iria terminar o namoro.

Cinco dias depois, num sábado à tarde, a moça foi fazer compras no mercado próximo a sua casa. Quando, na volta, uma outra jovem que estava numa moto mentiu:

- Rossaninha, pegue carona comigo porque sua casa está pegando fogo!

No caminho, a garota notou que o veículo não estava indo para sua casa e exclamou:

- Este não é o caminho da minha residência!

- Para onde você está me levando?!

A motoqueira parou a lambreta numa rua atrás do cemitério. Naquele momento Caveira Branca colocou um pano, com uma substância forte, no nariz da namorada que desmaiou.

Na manhã seguinte o coveiro do cemitério encontrou o corpo da menina todo esfaqueado, no meio do corredor do campo-santo, deitado em cima de um desenho de estrela com cinco pontas e em volta de velas vermelhas.

A jovem foi enterrada no mesmo dia, vestida de branco e com o colar com estrela de cinco pontas no pescoço.

Um ano da morte de Rossaninha se passou e no mesmo local, Vanessa, uma menina de sete anos estava sendo perseguida por satanistas naquele cemitério. A criança corria entre os túmulos. Quando de repente, viu uma moça morena que abriu a porta de um mausoléu dizendo:

- Menina, venha se esconder dentro desta cripta.

A criança obedeceu à jovem e ficou em silêncio dentro do mausoléu. Quando os bruxos foram embora, ela olhou para trás e a jovem que salvou a sua vida tinha desaparecido misteriosamente. Então a garota saiu da cripta e, no túmulo que estava em sua frente, ela viu a foto de sua heroína, onde estava escrito:

“ Rossana Estrela: 17/02/1992 – 3/12/2008

Um Anjo Que Se Foi Para Proteger Outros Anjos Aqui Na Terra.”

Em cima do túmulo da moça, Vanessa achou um papel com a seguinte oração:

“Oração Para Rossaninha do Cemitério:

Oh, linda Rosana, que foi morta em um ritual horrível. Por favor, não deixe que pessoas más matem meu corpo e que muito menos poluam o meu espírito. Oro para que você e as outras virgens, que foram mortas em cemitérios, livrem a meu espírito das pessoas nefastas. Amém.”

Reza a lenda que é preciso orar esta prece toda a vez que alguém for andar em um cemitério com o objetivo de espantar as pessoas más que também freqüentam o campo-santo.

Luciana do Rocio Mallon e Vanessa Guedes

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
© 2011 Texto Livre - Joomla! is Free Software released under the GNU/GPL License.

Compartilhe

 
Free Joomla Templates: by JoomlaShack.com