Ajude a manter o TextoLivre.

OS ÁCIDOS GRAXOS SATURADOS E INSATURADOS

Hoje em dia os ácidos estão cada vez mais presentes em nossa alimentação e necessários também. Os ácidos graxos Saturados são aqueles que muitos se discutem sobre serem prejudiciais à saúde das pessoas por possuírem gorduras chamadas trans, já os Ácidos Graxos Insaturados são os chamados de ácidos bons para saúde humana, pois nesse grupo encaixa-se o trio mais indicados pela medicina atual os chamados ômegas: 3, 6 e 9 que juntos acumulam uma série de benefícios primordiais para uma boa saúde.

Os ácidos graxos saturados apresentam apenas ligações simples na sua cadeia carbônica, esses ácidos geralmente são sólidos à temperatura ambiente e maior ponto de ebulição. As gorduras de origem animal são muito ricas em ácidos graxos saturados, os mais conhecidos com o nome IUPAC são: ácido butanóico(4C), ácido hexanóico(6C), ácido octanóico(8C), ácido decanóico(10C),duodecanóico(12C),tetradecanóico(14C),hexadecanóico(16C), octadecanóico(18C) e icozacanóico(20C).

E os produtos ou alimentos que eles mais são encontrados: côco, manteiga, cacau, sebo, banha e amêndoas e dendê. Estes consumidos em excesso são prejudicais a saúde pela sua saturação e consequentemente poderá vir a contribuir para futuras doenças.

Já os campeões de indicações pelos médicos e profissionais da saúde alimentar sempre sugerem os três ácidos graxos insaturados mais procurados em alimentos de origem vegetal e animal. Os ômegas 3, 6 e 9 são referências para uma boa saúde e vida longa, pois os benefícios deles juntos ou separadamente são muitos.

Os ômegas 3 e 6 são ácidos poliinsaturados, isto é, possuem dois ou mais insaturações, O ácido ômega 9 em sua estrutura é monoinsaturado, sendo muitas vezes formado a partir da presença dos ômegas 3 e 6 no organismo. Diferentemente dos ácidos graxos saturados, os insaturados seu ponto de ebulição é menor e os mesmos por apresentarem duplas ligações em sua cadeia carbônica, esse duplas ligações por estarem na posição “CIS” podem serem quedas pela elevação da temperatura, pois o ponto de ebulição é menor, consequentemente passa para uma transformação de “CIS” para “TRANS”.

A exemplo dessa transformação são os óleos que possuem ômegas como: oliva, soja, canola e girassol.  Muitas pessoas mal sabem, mas utilizam esses óleos para fritura, como foi dito ocorre a queda das duplas ligações se transformando de “CIS” para “TRANS”. O certo seria adicionar apenas em salada e armazenado sempre em geladeira por causa das temperaturas altas.

Podemos encontrar esses ácidos insaturados a exemplo dos ômegas nos seguintes alimentos. Os ômegas 3: linhaça, atum, arenque, salmão, sardinha e cavala. Os ômegas 6 em: milho, algodão e soja. E por último o ômega 9 em: Oliva, canola, girassol, azeitona, abacate, amêndoas e semente de uva. E segue a seguinte classificação nomenclatura. ômega 3: ácido alfa-linolênico, ácido eicosapentanóico, ácido decosapentaenóico e ácido decosahexanóico. Em ômega 6 é: ácido linoléico e ácido araquidônico, e ômega 9 em: ácido oléico e ácido eurúcico.

Portanto, em nossa alimentação diária devemos evitar o consumo excessivo de Alimentos com ácidos graxos saturados, para prevenimos de doenças associadas aos lipídios como colesterol e outros. Os ácidos graxos mais recomendados para saúde são os insaturados como os ômegas, mas claro, não em excesso também. Sempre que fomos ingerir um alimento é importante sabemos sua composição química e as funções bioquímicas que os mesmos causaram em nosso organismo.    

 
© 2011 Texto Livre - Joomla! is Free Software released under the GNU/GPL License.

Compartilhe

 
Joomla 1.5 Template by JoomlaShack